VICTOR

OI MEU NOME É VICTOR EU CRIEI ESTE BLOG PARA VOCÊS CONTAR HISTORIAS. TENHO 8 ANO. SEJAM BEM-VINDO AO BLOG CONTOS E ESTÓRIA FIQUEM A VONTADE.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

CINDERELA

Era uma vez no tempo dos reis e rainhas, uma linda menina que se chamava Cinderela.
Ela morava com a madrasta… era tão má para ela coitadinha. A madrasta tinha duas filhas, muito egoístas e que não gostavam de trabalhar e faziam da pobre Cinderela sua empregada…

Certo dia, Cinderela ajudou as suas irmãs a vestirem-se para um grande baile. Baile esse em que a sua madrasta a impediu de ir, pois tinha afazeres domésticos para terminar…
-Cinderela limpa e esfrega bem o chão - disse a irmã mais nova.
-E trata da roupa - disse a madrasta
Obrigando-a assim a fazer tantas tarefas domésticas que ela jamais terminaria a tempo para poder ir ao baile.

Pobre Cinderela…
Cinderela tinha nos seus amigos, os ratinhos e os passarinhos o conforto que não tinha da sua madrasta e irmãs.
Enquanto Cinderela andava triste a fazer as tarefas domésticas os seus amigos preparavam-lhe uma grande surpresa, pois estavam inconformados com a situação, decidindo fazer-lhe um lindo vestido para que Cinderela pudesse ir ao baile.

Por fim, o vestido estava pronto… era lindo!
James um dos seus amiguinhos chamou-a:
-Cinderela! Vem cá! O pequeno Philipe está em apuros!
Cinderela correu desesperadamente em auxílio do pequeno amiguinho. Chegando ao seu quarto e deparando-se com um presente para ela.
-Cinderela isto é para ti. – Disse o pequeno James.
-Oh, é tão lindo! Muito obrigada amiguinhos! Assim já poderei ir ao baile.
-Corre Cinderela vai preparar-te, nós terminamos as tuas tarefas! -disse o pequeno James.

Cinderela logo se preparou estava linda! Mas o que Cinderela não esperava era que a sua madrasta e irmãs voltassem para trás e lhe rasgassem o lindo vestido que havia sido feito com tanto carinho pelos seus amigos…
Cinderela chorou tanto, que suas lágrimas voaram e chamaram pela sua fada madrinha.
A madrinha da Cinderela agitou e agitou a varinha.
-Varinha de Condão faz desta linda menina a mais linda do baile, pipiri-ti-popi-ti-PUM!

E Cinderela fica ainda mais linda do que era!
-Cinderela, não te podes esquecer que tens que voltar antes de bater as 12 badaladas, pois toda a magia terminará!
-Sim, querida madrinha! Muito, muito obrigada!

E foi para o baile num lindo coche com os seus amiguinhos que a fada madrinha transformara.
E finalmente Cinderela chegou ao baile.

O príncipe logo se encantou com a sua beleza e convidou-a para dançar.
O tempo passou depressa e, para surpresa dela, o relógio do palácio começou a bater a meia-noite. Cinderela logo se lembrou do aviso da sua fada madrinha.

Assustada, Cinderela saiu a correr deixando para trás um pequenino sapato de cristal.
O príncipe pegou no pequeno sapato e decidiu que havia de casar com a dona do sapatinho.
Passado uns dias, uma carta do reino chega á casa da Cinderela anunciando a chegada do príncipe.

O príncipe procurou por todo o reino. Finalmente chegou á casa onde morava Cinderela.
As irmãs experimentaram calçar o sapato, mas seus pés eram demasiado grandes.

Até que chegou a vez de Cinderela, depois de muito custo pois a madrasta havia trancado a pobre rapariga. Mas com a ajuda dos seus amiguinhos Cinderela conseguiu chegar a tempo de experimentar o sapatinho que por sua vez cabia certinho no seu pé.

O príncipe ficou tão feliz por ter encontrado a sua amada que a pediu em casamento.